©
não levo jeito pra dizer, que vai dar tudo certo e nenhum desastre vai acontecer.
Eu nunca fui bom nisso,
Os dias vão passar, mas não vou me esquecer de ainda querer escutar aquele riso.
- Gabito Nunes. (via thiaramacedo)
É que eu sempre desisto de tudo, mas não quero desistir de você.
- Lunara.  (via invirbus)
Sempre temos nossas recaídas. Afinal, até o céu chora.
- Clarice Lispector.  (via repouse)
Pra que, sofrer com despedida? Se quem parte não leva, nem o sol, nem as trevas. E quem fica não se esquece, tudo o que sonhou, eu sei. Tudo é tão simples que cabe, num cartão postal. E se a história é de amor, não acaba tão mal.
- Rita Lee.    (via thiaramacedo)
Quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.
- John Lennon. (via autorias)
Nem todo mundo que chega na sua vida, vem com a intenção de ficar. Da mesma forma, que nem todos que se foram, queriam partir.
- A culpa é mesmo das estrelas?   (via prestigiador)
- Você é louco?
- Eu prefiro espostâneo.
- The vampire diaries.  (via sorriso-so-risos)
São noites turbulentas e repletas de saudade.
- Fraquejou.  (via icanfixyou)
O medo é a desculpa que todo mundo sempre dá.
- Quem é você, Alasca?   (via icanfixyou)
Todos nós vamos morrer, que circo! Só isso deveria fazer com que amássemos uns aos outros. Mas não faz.
- Charles Bukowski.   (via icanfixyou)
Mas, enfim, existem coisas que somente o coração é capaz de explicar.
- Tati Bernardi.  (via icanfixyou)
Você é como o cigarro, me faz bem e mal ao mesmo tempo. Será que me entende? Você acalma minha mente. Alivia a minha dor. Mas depois, você me faz mal, causa minha morte aos poucos. E sabe o que é mais complicado nessa história? Eu sou viciada em você, já tentei largar várias vezes, mas sempre a sensação que você me dá, é melhor que a de ficar sem você.
- Ana Lua.   
Os vizinhos de baixo gritam quando a luz falta. Sacolas plásticas de supermercado cruzam planando no esquadro da minha alma. O fim de tarde chega assobiando pra mudar bruscamente o humor do dia. Corre-corre. Ouvi alguém gritando – olha o temporal. Corri e fechei as janelas. Só que você entrou pela porta.
- Gabito Nunes. 
Pra você guardei o amor que nunca soube dar. O amor que tive e vi sem me deixar. Sentir sem conseguir provar, sem entregar e repartir. Pra você guardei o amor que sempre quis mostrar. O amor que vive em mim vem visitar. Sorrir, vem colorir solar, vem esquentar e permitir. Quem acolher o que ele tem e traz quem entender o que ele diz no giz do gesto o jeito pronto, do piscar dos cílios. Que o convite do silêncio exibe em cada olhar. Guardei sem ter porque, nem por razão ou coisa outra qualquer. Além de não saber como fazer pra ter um jeito meu de me mostrar. Achei, vendo em você, explicação, nenhuma isso requer. Se o coração bater forte e arder no fogo o gelo vai queimar. Pra você guardei o amor que aprendi vendo os meus pais. O amor que tive e recebi, e hoje posso dar livre e feliz. Céu cheiro e ar na cor que o arco-íris risca ao levitar. Vou nascer de novo. Lápis, edifício, tevere, ponte. Desenhar no seu quadril, meus lábios beijam signos feito sinos. Trilho a infância, terço o berço do seu lar. Guardei sem ter porque, nem por razão ou coisa outra qualquer. Além de não saber como fazer pra ter um jeito meu de me mostrar.
- Nando Reis. 

© Cereja do Sundae